Crônicas do dia-a-dia louco e insano que passamos correndo sempre, sem sequer olhar profundamente para si mesmo.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Pronto pra outra?

Ele não sabia bem ao certo o que estava procurando. Queria saciar sua fome, mas não sabia com quem.
Parou um bar, pediu umas cervejas, observou o movimento.
Nada que lhe chama-se a atenção. Não sabia se era homem, mulher, travesti, ele queria apenas gozar.
De repente ele recebe um bilhete, o garçom diz que de uma mesa próxima, um casal.
Se senta com eles e já são bem diretos, queremos fuder contigo, topas?
Com um pedido assim, não tem como negar!
Chegam na casa do casal, já no elevador tinha rolado uma brincadeira, a mulher lhe chama mais a atenção com o cara, não se sabe se é pelo tesão de ve-lo observar sua mulher sendo devorado ou se é porque ela é o fogo em pessoa.
Entram no apartamento, beijos, bebidas, as roupas vão saindo e o tesão marcando ainda mais na pele.
Não sabes o que esperar. O cara o junta em um canto, enquanto a mulher assiste, o cara beija bem, tem uma pegada boa, mas o excitante é sempre ter um voyeur.
O cara diz o que quer e a mulher também, enquanto a única palavra que sai da boca do outro é: - Hoje eu sou todo e exclusivamente de vocês.
Transaram e fuderam até o sol raiar.

Ele vê o sol da sacada, acende um cigarro e observa o mundo pensando, em como foi gostoso tudo o que tinha acontecido, mas sabia que tudo iria acabar.
A mulher levantou-se pegou o cigarro, deu uma tragada:
- Pronta pra outra? Agora vamos trocar tudo,ok?

2 comentários:

Anônimo disse...

É biográfico ? porque, se não é um belo conto erótico...

Caio Arango disse...

é tudo isso ai e mais um pouco.